Pesquisando

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

referências, referências a todo instante


A gente esquece que é criança também.
Bem lá nos fundilhos, uma fagulhinha, só esperando ser reanimada pra poder acender.

Causar incêndio, explodir um quarteirão inteiro?

Não, pra não perder um bocado da inocência e das referências.
Referência é tudo, gente.
ABNT não, pelamooooooooor!

Anyways, sou suspeito pra falar o porquê amo biblioteca escolar.
Ali é um celeiro de ideias pipocando a cada criaturinha entrando pela porta, falando nonsense no balcão, as situações bisonhas e bizarras, a rotina que nunca é a mesma. Biblioteca Escolar pra mim é como voltar a ter 9 anos de idade, dentro daquela salinha meio escura cheia de livros enfurnados lá na roça onde cresci com o pouco que sabia.

O divertido é ver como a criançada reage a algumas referências, quando se joga no ar.

Assucedeu-se que fui dar um pulinho no banheiro do local onde estou estagiando atualmente (Soon, saindo, my <3 indo por ralo abaixo), eu com jarra para medir água da cafeteira na mão, entrei no box, fiz meu pipi, lavei minhas mãos, fui vendo a fila se formando para o único box funfando para o pipi, alguns olhares curiosos pra saber o porquê de estar carregando uma jarra de vidro.

Então resolvo jogar uma referência aleatória de Bob Esponja.



Só que eu exclamei "CAFÉÉÉÉÉ!!"
A primeira criança que estava na fila abriu o olhão e respondeu na hora: "Café?!"
Resolvi entrar no embalo e retruquei com: "CAFÉÉÉÉÉ!!"
Ela ia dizer novamente o "CAFÉÉÉÉÉ!!", mas aí parou no meio de caminho e virou serenamente: "É que nem aquele moço do Bob esponja gritando "CHOCOLAAAAAATE!!" no episódio né?!"
E eu: "Issaê!"

Dividimos um high-five, gritamos CAFÉÉÉÉÉÉ mais uma vez e pronto, saí do banheiro, com um punhado de crianças nos olhando e rindo da cena.

Isso que renova a minha alma criançola, saber que essa garotada não tá tão bitolada como esses adultos chateeeeeenhos tanto gostam de dizer.