Pesquisando

domingo, 4 de junho de 2017

como desqualificar sua ansiedade


Ferramentas de gestão da qualidade estão elucidando uma velha estratégia minha de escape (Ou como meu corpo reage a situação desastrosa): transformar a ansiedade em números ajuda horrores em lidar com isso. 

Então é um movimento de repulsa e de desmoralização da ansiedade que está sendo a terapia alternativa da vez (violão quebrou, ukulele não dá, minhas mãos estão sempre tremendo, então...) - aí bora lá fazer matriz de prioridades ou sacanear o feeling de esmagamento estomacal com conceitos que não compreendo bem, mas que precisa saber pra poder ir pra frente nessa vida... 

Então esquematizando um fluxograma da minha ansiedade dentro da minha cabeça (Porque tá sendo impossível fazer isso no mundo concreto) temos:

Estou ansiose? 
Sim - uma situação que não costumo enfrentar me pegou em cheio e fiquei sem ação 
Não - Então curte esse tempinho sem neurar

Ficou sem ação (apatia)? 
Sim - se concentra em algo, urgente, nada de ficar moscando
Não - euforia, não consigo parar no lugar

Euforia e está demorando passar a empolgação? 
Sim - se concentra em algo, urgente, nada de deixar a adrenalina subir. 

É suportável?
Sim - sem momentos de angústia
Não - para tudo que tá fazendo, peça ajuda

Seu corpo está sentindo a ansiedade vir? 
Sim - respiração rápida, estômago virando, dor nas costas, perdendo foco dos olhos. 
Não - apenas estou com pensamentos funcionando a mil por hora. 

A Mente está a mil por hora? 
Sim - Não consigo me concentrar em nada
Não - continua respirar fundo e procurar pontos de sustentação - teste de realidade 

Teste de realidade funcionou? 
Sim - agora procura um lugar pra descarga energética e dormir 
Não - tenta outro teste e começa respirando fundo

Cataplexia e sono profundo? 
Sim - arranja um lugar seguro para dormir por uns minutos
Não - arranja um lugar seguro mesmo assim

Dá pra resolver sozinhe? 
Sim - respirar profundamente ajuda, ouvir música, ler também, ter uma parada em tudo que tou fazendo e botar a cuca pra descansar 
Não - para tudo que tá fazendo, peça ajuda

Tem alguém pra ajudar na hora? 
Sim - Não precisa sair expelindo tudo, apenas informe pra pessoa que não tá bem
Não - escreva sem parar, pegue o busão pra casa, tome um banho e durma

A ajuda foi boa, acalmou? 
Sim - Ciclo PDCA pra fazer manutenção da calmaria
Não - para tudo que tá fazendo, peça ajuda

Posso incluir um 5 porquês aí no meio, porque fazer um Shikaua não vai rolar, fica explícito demais e a sutileza da minha pessoa prefere usar a linguagem como escudo pra mais trauma. 

Por que tanta ansiedade? 
Porque sou uma bolinha de emoções reprimidas 
Por que emoções reprimidas? 
Porque me expressar corporalmente nunca fez parte da minha disciplina quando criança. 
Por que a disciplina infantil não contemplou o se expressar maia facilmente? 
Porque minha vida girava em torno de não cometer os mesmos erros dos outros da família. 
Por que não cometer os mesmos erros familiares? 
... Porque não era legal fazer as mesmas besteiras...? 
(Pode responder com uma pergunta?) 

Se estou melhor após escrever essa postagem? 
... 

Bora voltar pro fluxograma...