Pesquisando

Mostrando postagens com marcador não custa nada avisar. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador não custa nada avisar. Mostrar todas as postagens

domingo, 31 de dezembro de 2017

reminiscências de 2016 para 2017

[EDITANDO: postei esse textão no facebook no dia 30/12/2016 por uma razão em particular, mas achei pertinente postar aqui no meu repositório antiesquecimento por razões óbvias. Vivi muitas situações esse ano em que infelizmente respeitar a babaquice dos outros foi a prova de fogo desse 2017.]

"AVISO:
obrigado
por notar esse
novo aviso.
Seu notar
tem sido notado
(e será reportado
para as autoridades)"
Tem umas coisinhas que é bom manter um nível de respeitabilidade e tolerância, mesmo que não concorde. Desapegar de termos foi um dos desafios que mais me deram nó na cabeça nessa vida de escriba.

Então chuchuzinhos, mesmo que não concordem com os termos usados por um grupo específico ou ideologias ou até a questão do ponto de vista de realidades e vivências de outras pessoas, tudo bem, vocês têm todo direito de se expressarem sobre isso.

Mas apenas informando que isso não vai mudar as coisas assim no ato. Ler postagens sobre discussão de termos e conceitos e tudo ali envolvido e chegar a conclusão que nem as minorias são inclusivas (E esquece o papo de solidariedade aqui, Internet é um lugar essencialmente anarquico), as pessoas não são tolerantes e muito menos pode haver algum tipo de diálogo com quem não quer/sabe ouvir.

Humanos amam categorizar, fazemos isso o tempo todo, é uma forma estranha de se classificar quem, o que e porque as coisas são coisas, as pessoas são pessoas e todo status quo.

E a porra do status quo sabe como oprimir mais que criar entendimento.

sábado, 28 de outubro de 2017

enrustid@s

Quando acha que não vai acontecer, aí tem dia que dá todo o motivo para continuar uma postagem como essa abaixo.






¯\_(ツ)_/¯







Debaixo do link: Já avisando, se serviu a carapuça, o problema NÃO É mais meu.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

babaquice, babaquice em todos os lugares

"Sarcasmo é uma defesa natural do corpo contra a estupidez"
Uma coisa que preciso me checar a cada 5 minutos é se não estou sendo babaca, acontece, não há como negar. Às vezes quando menos percebo, às vezes com um fundo de motivação, mas na maioria das vezes apenas observo ao redor e percebo que não importa o que eu faça que possa ser considerado "estúpido" ganhe do que está sendo praticado aí afora.

Porque gente, como as pessoas conseguem atingir uma perfeição na arte da babaquice me espanta. E me alerta que me segurar é uma coisa boa, me manter quietinha é seguro, freiar a boca antes do cérebro mandar a sinapse pra baixo também é adequado. Ajuda em MUITA coisa, facilita outras, é uma relação 50/50.

Então se eu tenho a capacidade de ser uma babaca, tenho certeza todos os dias que há um nível acima da minha babaquice que as pessoas vão conseguir atingir antes de mim.

Se não fosse tão trágico esse panorama, eu estaria rindo.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

[termos de uso] Manual Prático de Convivência Pacífica (v1.0):

Termos de Uso Pessoal - Manual Prático de Convivência Pacífica (v1.0):

Nem preocupa em aceitar os Termos de Uso, porque já é de costume clicar no ACCEPTACEITOSIM, CONCORDO sem ler os pormenores (Foi assim que vendi minha alma pra Blizzard e pro Google).