Pesquisando

segunda-feira, 22 de abril de 2013

conversações com a parede - parte 1

"Tou muito distraída, mas a cachola tá vazia."
"Não tem como separar uma unidade da outra."
"Não tive tempo para pensar nisso." - mas teve. Só não quis racionalizar para não sofrer mais.
"Vou soltar um ponto antes pra poder colocar as coisas no lugar."
"Não deveria ter lido sobre a Deep Web, o Google é meu pastor e agora a curiosidade vai me matar."
"Falando muito, né? É, eu sei. Conversar com as paredes não funciona mais."
"Não tive tempo para pensar nisso." - isso é o que mais me incomoda.
"Deixa que com o tempo tudo se resolve." - eu acho que já esperei demais.
"Error xxxx-x entre em contato com o Suporte da Blizzard para obter mais informações." - yeeeeey mais outro motivo para NÃO PENSAR em nada!
"Deveria estar estudando, não aqui."
"Yeeeeeeeeeeeeeeeeey Defiance e Warehouse 13 na mesma semana!!!"
"Não tive 'tempo' para pensar nisso." - é daí que nossa má fama é disseminada.
"Tchutchu-tchururururu-tchutchu-tchurururu... *cantarolando New York, New York do Sinatra*"
"Rain drops keep falling on my head, lalalalalala tchutchu-tchururururu-tchutchu-tchurururu... *emenda com  New York, New York*"
"Não é remédio. Tem que ter via de troca. Nada é só mão única." - becos sem saída costumam ser.
"Qualquer dia, a gente marca."
"Tou à disposição."
"Não acredito que tenho que corrigir o português de um poema. É o cúmulo do grammar nazi! Matar o lirismo com vírgulas, períodos perfeitos e correção de ortografia!"
"What the fuck just happened...? I'm floating high, but I'm always down, floating high (always down)."
"Bora falar de turbinas de aviões?! Tchutchu-tchururururu-tchutchu-tchurururu... *cantarolando New York, New York*"

Hey Kittie, alguma opinião válida?